ENP! inicia projeto de prevenção ao trabalho escravo para Assistência Social em Manaus

Programa educacional da ONG Repórter Brasil capacita equipes de CRAS e CREAS da capital do estado do Amazonas

A Repórter Brasil realizou o primeiro do total de três módulos do Escravo, nem pensar! em Manaus: Formação para a Assistência Social – 2022, projeto educativo destinado a profissionais de Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) da capital manauara.  Essa iniciativa conta com a parceria da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania de Manaus (SEMASC) e o apoio do Instituto Mattos Filho. 

O objetivo dessa ação é qualificar o atendimento a grupos vulneráveis ao trabalho escravo, como migrantes internacionais, e ampliar a identificação e encaminhamento de denúncias relacionadas a essa violação de direitos, conforme documento orientativo do Ministério da Cidadania “O Sistema Único de Assistência Social no Combate ao Trabalho Escravo e ao Tráfico de Pessoas“. 

Este módulo foi dividido em três encontros virtuais, que ocorreram nos dias 23, 25 e 26 de novembro. Foram abordados temas como migração, refúgio e trabalho escravo. Como subsídio formativo, cada participante e unidade contemplada pelo projeto recebeu um kit de materiais didáticos do ENP!.

Concluída essa etapa, os participantes multiplicarão os conteúdos abordados para as equipes das suas respectivas unidades. Haverá ainda mais dois encontros formativos *presenciais*, planejados para fevereiro e maio de 2022, quando serão socializados os resultados preliminares e abordados novos temas relacionados ao trabalho escravo e ao direito à migração.