Instituto Paramitas – Programa promove a conscientização sobre o trabalho escravo contemporâneo (30/04/15)

Confira aqui a notícia publicada originalmente no site do Instituto Paramitas. 

Para esse mês, que se inicia com o dia do trabalhador, há uma quantidade enorme de questões relacionadas ao trabalho que podem ser abordadas com os alunos, professores e, até mesmo com a comunidade, um dos assuntos é o trabalho escravo contemporâneo. Para dar suporte à esse processo de conscientização o projeto Escravo, nem Pensar atua há mais de dez anos na formação de professores, líderes comunitários e em apoio à projetos que seguem essa linha.

O Escravo, nem pensar! é uma iniciativa da ONG Repórter Brasil com a função de responder as demandas do Plano Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo, oferecendo materiais para capacitar professores, gestores públicos de educação e a comunidade em geral sobre os direitos humanos e trabalhistas e, assim, conscientizar a população dessa forma de trabalho e ter a sociedade como parceira no combater ao trabalho escravo. Durante todos esses mais de 10 anos de atuação o projeto vem se tornando uma política pública e cada vez mais presente nos currículos das escolas públicas.

O projeto engloba formação e oficinas, apoio aos projetos comunitários, festivais e concursos relacionados com o tema nos municípios dos estados brasileiros. O portal abriga uma série de materiais de apoio pedagógico como publicações, vídeos e planos de aula com acesso gratuito para que esse tema seja tratado com os alunos.

Além desses materiais, foram criados dois jogos que tratam do tema. O primeiro é o jogo de tabuleiro Escravo nem pensar! destinado para o público infanto-juvenil que pode ser solicitado pelo e-mail [email protected] O outro é o game Escravo nem pensar! que foi desenvolvido em parceria com a Flux Game Studio e leva o jogador a todas as etapas do ciclo do trabalho escravo.

Em abril deste ano foi lançada a terceira edição do livro digital Escravo, nem pensar! Uma abordagem sobre o trabalho escravo contemporâneo na escola e comunidade. O livro reúne conteúdos em texto, áudio e vídeo disponíveis para o educador utilizar na prática na sala de aula.