Formações e oficinas

Foram realizados três encontros de acompanhamento em novembro de 2008, agosto de 2009 e março de 2010. O tema do trabalho escravo contemporâneo foi inserido em Feira de Ciências e nas festividades do 7 de Setembro. Também foram realizadas oficinas com pais e com a comunidade escolar, para refletir sobre o tema. Houve grandes projetos interdisciplinares enfocando o assunto em sua amplitude, como o da Escola Liberdade, sobre as relações de trabalho na cidade de Marabá.

Alunos e professores da Escola Pedro Valle elaboraram uma linda peça de teatro, apresentada em nove assentamentos. A escola também promoveu oficinas de artesanato para geração de renda na comunidade. Como fruto direto da formação e das abordagens do tema nas escolas, foi realizado, em 2009, o concurso “Educar para não escravizar”, que envolveu quase 30 escolas da rede pública. As produções didáticas vencedoras do concurso foram reunidas e publicadas em uma cartilha.

GALERIA

 

Comentários fechados.