Projetos comunitários

Motivados pela ação das professoras responsáveis, que incentivaram a interdisciplinaridade do projeto, 15 professores se mobilizaram e desenvolveram trabalhos relacionados ao tema com turmas de 5ª a 8ª série. A culminância ocorreu com a realização de um seminário e a apresentação de uma peça teatral.

No seminário “Educação: Saber é poder, Trabalho Escravo é Crime” foram abordados diversos temas relacionados ao trabalho escravo como reforma agrária, desmatamento, migração, comparação entre escravidão colonial e escravidão contemporânea e direitos trabalhistas, apresentados em diferentes formatos como poemas, linha do tempo e música. O seminário contou ainda com a peça teatral “Emília e a Escravidão Contemporânea”. Encenada em dois turnos, tratava do trabalho escravo por meio da literatura do escritor Monteiro Lobato, tendo a personagem Emília como narradora da história. Ao todo, estiveram presentes 350 pessoas, entre alunos e comunidade escolar, além de representantes de instituições locais.

O evento foi amplamente divulgado nos dias anteriores à apresentação nos meios de comunicação local por meio da “TV cidade” e de folders entregues em escolas municipais e nas instituições Secretaria de Educação, Secretaria de Assistência Social, Prefeitura Municipal, Câmara dos Vereadores, Sindicato dos Trabalhadores na Educação e Pastoral da Criança.

Comentários fechados.