Projetos comunitários

Tendo como eixos de estudo ética e cidadania, direitos trabalhistas e a comparação entre trabalho escravo antigo e contemporâneo, o projeto desenvolveu pesquisas com o intuito de sensibilizar e informar os jovens sobre o perigo do trabalho escravo.

Além da abordagem em sala de aula, os alunos realizaram estudos de campo para informar a comunidade sobre a existência do trabalho escravo e saber o que a população já sabia sobre o assunto. Por isso, visitaram setores mais afastados do município e entrevistaram os agricultores que moravam lá, produzindo um grande conjunto de material audiovisual. Depois de feita a pesquisa, uma turma de alunos apresentou textos para dramatização e montaram uma peça.

Na culminância foram apresentados slides sobre o trabalho escravo, poemas, espetáculo de dança, painéis, cartazes e exposições sobre o racismo e direitos humanos. Os alunos do Ensino Fundamental participaram apresentando os desenhos que fizeram sobre o tema. O evento contou com a presença da comunidade e do Centro de Ensino Médio Castelo Branco. Ao todo, aproximadamente 400 pessoas prestigiaram a atividade e puderam participar dessa experiência de combate ao trabalho escravo.

Comentários fechados.