Projetos comunitários

Juventude informada sobre o tráfico de pessoas

Depois do grupo do projeto se reunir para discutir e alinhar as ações, a equipe visitou as escolas públicas onde pretendiam executar as atividades. Foram realizadas quatro oficinas: uma no próprio Centro de Juventude Santa Cabrini e três nas escolas municipais Maria do Socorro P. Silva, Prof° Ofélio Leitão e Dom Helder Câmara para 120 alunos. Para abordar o tema, as educadoras usaram diferentes recursos didáticos como vídeos, slides, textos e materiais informativos. Elas partiram de impressões e experiências pessoais dos jovens e realizaram rodas de conversa sobre os temas. Os participantes conheceram também os órgãos e as legislações de proteção à criança e ao adolescente. De maneira lúdica, esse público pôde expressar em cartazes, desenhos, teatro de fantoches e cordel o que aprenderam nas atividades.

Para que as informações chegassem também ao restante da comunidade, os responsáveis pelo projeto criaram cartazes, faixas e panfletos informativos que foram distribuídos para a população e em escolas da rede pública de ensino.

Arte para a comunidade

Com o intuito de reunir os materiais elaborados nas oficinas e valorizar o trabalho das crianças e dos jovens, foi realizada a “Exposição Artística e Cultural” das produções, à qual compareceram familiares e comunidade. Houve também contação de histórias, música, peça teatral, literatura de cordel e poesias. A festa foi encerrada com uma confraternização com todos os presentes.

Comentários fechados.