Projetos comunitários

As lideranças do projeto organizaram o “Seminário Municipal de Combate ao Trabalho Escravo”, que contou com a presença de aproximadamente cinquenta líderes populares de Axixá e de outros municípios do Tocantins. Discutiram as especificidades do problema no Estado, as estatísticas das terras improdutivas, a questão da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do Trabalho Escravo e o Plano Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo do Tocantins.

Do encontro surgiu a proposta de elaboração de uma publicação semestral intitulada “Axixá sem Escravidão”, com o formato de um jornal, produzido por diferentes entidades da região. Foram distribuídos mil exemplares do informativo, que contava com quatro páginas com reportagens, informações sobre os direitos, sobre a lista suja, sobre o plano estadual de erradicação do trabalho escravo e a história de um trabalhador aliciado que acabou escravizado.

Além disso, com o material distribuído pela Repórter Brasil e pela CPT, houve um trabalho de formação de professores do Povoado Pequizeiro, que atuam no projeto de alfabetização ”Todas as Letras” que envolve cerca de 50 alunos adultos. Os professores trabalharam o tema em sala de aula, exibindo os filmes e utilizando outros materiais sobre trabalho escravo.

Comentários fechados.