Projetos comunitários

Com base em aulas, leituras e vídeos, os alunos da educação infantil e ensino fundamental da escola prepararam seminários, painéis informativos sobre direitos humanos e panfletos sobre trabalho escravo para serem distribuídos nas ruas. Produziram desenhos, poemas e paródias, que foram reunidos em uma cartilha e uma peça teatral para ser apresentada no dia do encerramento do projeto. A culminância contou também com a palestra de um representante da Igreja Católica, que contribuiu com informações da Campanha da Fraternidade de 2014, cujo tema é o tráfico de pessoas.

Registro de experiências

Professores e alunos produziram um pequeno documentário com o registro de todo o processo de desenvolvimento do projeto, desde a proposta até seus resultados. O filme mostra as atividades realizadas em sala, a palestra do padre e depoimentos dos alunos.

Depoimento

Nós sabíamos da existência do trabalho escravo, mas não tínhamos noção da sua dimensão. Foi muito importante fazer esse trabalho com os alunos, pois eles podem passar os novos conhecimentos também para a sua família. O tema é fundamental, pois faz parte da realidade da nossa região. Muitos professores que não se envolveram no projeto esse ano ficaram com vontade de participar no ano que vem para dar continuidade ao que foi feito.

 

Renata Aparecida da Silva, professora e responsável pelo projeto

Comentários fechados.