Projetos comunitários

A ideia do projeto era construir, com comunidades da região, novas alternativas de obtenção ou complemento de renda que impeçam a migração forçada de trabalhadores rurais de Barras, no Piauí, para outros Estados.

Nas comunidades, o grupo exibiu vídeos sobre o trabalho escravo, ministrou palestras sobre agricultura familiar, apresentou as linhas de financiamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e instruções sobre como obter esses créditos. Para incentivar os pequenos agricultores, a equipe mostrou exemplos de comunidades que implantaram o sistema coletivo de agricultura e hoje conseguem obter alimentos e renda para as famílias que dele participam.

Os realizadores do projeto avaliaram que a exibição de vídeos teve grande importância, pois foi possível prender a atenção do público, sensibilizando a comunidade para a situação enfrentada por muitos trabalhadores rurais.
O projeto também realizou palestras em escolas da região, promoveu discussões e exibiu filmes aos estudantes. Os alunos criaram dramatizações envolvendo a exploração do trabalho escravo, mas também trataram da rotina do trabalhador e de sua família quando este tem que migrar em busca de emprego.

Comentários fechados.