Profissionais da Assistência Social de Campinas (SP)

O projeto “Escravo, nem pensar! de prevenção ao trabalho escravo em Campinas – 2020″ é voltado aos profissionais da Assistência Social de 12 CRAS (Centro de Referência de Assistências Social) e cinco CREAS (Centro e Referência Especializado de Assistência Social), além de serviços especializados de Campinas (SP). O objetivo é capacitar as equipes dessas unidades socioassistenciais a atuar em casos de trabalho escravo, principalmente no atendimento de vítimas após os resgates e na identificação da violação dentre os usuários da rede.

Além do tema do trabalho escravo, serão abordados na formação assuntos correlatos como migração, trabalho infantil e tráfico de pessoas. Ao longo do projeto, as participantes serão assessoradas à distância pela equipe do ENP com intuito de multiplicar o conteúdo da formação para as equipes de Cras e Creas e realizar atividades informativas com os usuários dos serviços.

A iniciativa é uma realização da ONG Repórter Brasil e da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Campinas, com apoio da Laudes Foundation e do Ministério Público do Trabalho.