Cortado pelo Rio Tocantins, o município remonta ao século XVIII, quando mineradores, comerciantes e navegantes de cabotagem fundaram um pequeno vilarejo. O turismo, impulsionado pelo patrimônio histórico e a riqueza natural, o comércio e as atividades agropecuárias constituem hoje a realidade da região. Desde 2003, mais de 100 trabalhadores foram resgatados do trabalho escravo no município, segundo dados da Comissão Pastoral da Terra.

Atividades realizadas

Projetos comunitários

Notícias

Comentários fechados.