Cortado pelo Rio Tocantins, o município remonta ao século XVIII, quando mineradores, comerciantes e navegantes de cabotagem fundaram um pequeno vilarejo. O turismo, impulsionado pelo patrimônio histórico e a riqueza natural, o comércio e as atividades agropecuárias constituem hoje a realidade da região. Desde 2003, mais de 100 trabalhadores foram resgatados do trabalho escravo no município, segundo dados da Comissão Pastoral da Terra.

Atividades realizadas

Projetos comunitários

Notícias

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)