O município foi nomeado Paraibano em homenagem ao seu fundador, Antonio Brito Lira que fugira da seca que atingia a Paraíba, e chegara ao município em 1920 em busca de melhores condições de vida. Brito Lira deu início à produção agrícola, que foi se expandido conforme os anos se passavam.

Assim como outros tantos municípios maranhenses, Paraibano registra um alto índice de trabalhadores aliciados para o trabalho escravo. O Maranhão lidera o ranking de origem de mão de obra escrava do país. Atraídos por promessas de melhores condições de vida, trabalhadores nascidos no município deixam sua terra natal para trabalharem em lavouras, na criação de gado, na extração de madeira ou em carvoarias. Entre 2003 e 2012, 80 trabalhadores paraibanenses foram resgatados da escravidão em outros municípios.

Atividades realizadas

Formações e oficinas

Projetos comunitários

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)