O marco inicial do povoamento de Palemirante é a descoberta de uma mina de diamantes, localizada a 30 quilômetros do município. O município funcionava como ponto de apoio a navegantes e barqueiros que faziam transporte de mantimentos cargas pelo Rio Tocantins. Atualmente, a pesca e a agricultura constituem importantes fontes de renda para Palmeirante.

O município tem sido palco de muitos conflitos agrários envolvendo fazendeiros e trabalhadores rurais. Apesar de sediar importantes assentamentos, a doação de terras da União para assentamentos foram griladas por fazendeiros da região. O alto valor produtivo das propriedades atrai fortemente o interesse dos latifundiários locais o que, por vezes, resulta em violentos embates pela terra. Palmeirante ocupa a 71ª posição no ranking nacional de ocorrências de trabalho escravo, divulgado pela Comissão Pastoral da Terra.

Atividades realizadas

Formações e oficinas

Notícias

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)