Habitada pelos povos indígenas cintalarga, rikbaktsa e enawenê-nawê, a cidade de Juína foi fundada em meio a Floresta Amazônica tendo em vista a exploração de terras e recursos naturais, em meados dos anos 70. Segundo dados do IBGE, cerca de dois milhões de hectares foram vendidos, principalmente para ruralistas do sul do Brasil, responsáveis pelo início da atividade agropecuária na região. Atualmente, o município possui um dos maiores rebanhos do estado.

A atividade extrativista vegetal e mineral também atraiu um grande contingente de famílias vindas do centro-sul do país. Juína sofreu uma profunda degradação ambiental em função da exploração mineral, do desmatamento para extração de madeira e da atividade pecuária.

Atividades realizadas

Formações e oficinas

Notícias

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)