Em 1933, foi determinado que a Capital Estadual da Cidade de Goiás seria transferida de localização e se fixasse na antiga região de Campinas. A ideia da mudança surgiu da necessidade de localizá-la de acordo com os interesses econômicos e sociais da época, uma vez que a agricultura e a criação de gado passaram a ser fatores preponderantes no desenvolvimento. A mudança foi concretizada por lei em 1935 quando a capital recebeu o topônimo de Goiânia.

Apesar de ser uma cidade onde predominam atividades industriais e de serviço, inúmeras atividades agrícolas são desenvolvidas no entorno da região metropolitana como o plantio de cana-de-açúcar, eucalipto, soja e hortifrutis. Essas atividades empregam mão de obra sazonal proveniente de acampamentos localizados à beira das rodovias e, por se encontrarem em situação de vulnerabilidade, muitos trabalhadores acabam submetidos a condições de trabalho precárias.

Atividades realizadas

Projetos comunitários

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)