Localizada no extremo sul do Piauí, Cristalândia começa a ser povoada a partir da instalação da fazenda Pindobal, propriedade de Manoel Ribeiro de Souza, cem anos antes da fundação do município. Desde sua ocupação, o município baseia sua economia da produção agrícola e pecuária. No entanto, nos últimos anos, a extração da madeira para a confecção de carvão vegetal tem implicado numa ampla exploração socioambiental do município.

A região sul do estado, onde se encontra o município, vem sofrendo acelerada devastação de sua cobertura vegetal em decorrência transformação da floresta em carvão vegetal. Além das implicações ambientais, as carvoarias têm afrontado os direitos do trabalhador, ao serem flagradas empregando mão de obra escrava. O extrativismo do carvão, a derrubada da mata para a fabricação de carvão e o desmatamento para a abertura de pastagem para o gado tem explorado muitos trabalhadores piauienses nos últimos tempos.

Atividades realizadas

Formações e oficinas

Notícias

Comentários fechados.