Segundo maior município paulista e forte polo industrial, Campinas exerce atração de trabalhadores que migram sazonalmente de outras região do país em busca de emprego na construção civil. O município ocupa o quinto lugar no ranking de municípios paulistas com registro de trabalho escravo entre 2003 e 2014, com dois casos e 47 trabalhadores libertados, segundo dados da Comissão Pastoral da Terra.

Atividades realizadas

Formações e oficinas

Notícias

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)