Localizado no norte do estado, o município é contornado pelo rio Araguaia e integra a região do Bico do Papagaio. Sua povoação se iniciou com a chegada de fazendeiros que foram à região para a criação de gado, por volta de 1890. Tornou-se município em 1963, e recebeu esse nome devido a presença dessa planta nativa.

A pecuária como principal fonte econômica demonstra quão enraizada a atividade permaneceu aos longos dos anos, gerando graves consequências ao município. Além da concentração de terras, os números do trabalho escravo, praticado principalmente nesse ramo, colocam Ananás no topo do número de casos de todo o estado. Segundo dados da Comissão Pastoral da Terra, entre 2003 e 2012, foram 22 casos de trabalho escravo, com 458 trabalhadores libertados.

Atividades realizadas

Formações e oficinas

Projetos comunitários

Comentários fechados.