Projetos comunitários

O projeto quis identificar se os trabalhadores e trabalhadoras rurais já haviam sido submetidos ao trabalho escravo nas fazendas da região e em outros estados, como o Pará. Para isso, realizaram entrevistas individuais para compor uma pesquisa.

A partir do resultado, foi redigido o boletim informativo “Nova Olinda em ação”, lançado em uma palestra no núcleo escolar Adriano M. Brilhante no Projeto de Assentamento Água Branca. Com isso, puderam diagnosticar o problema na realidade local e atuar na sua solução.

Além disso, realizaram o I Seminário Municipal de Prevenção e Combate ao Trabalho Escravo Rural. O evento contou com a participação de trabalhadores e trabalhadoras rurais e a juventude da cidade, especialmente assentados. O objetivo do seminário era promover a discussão e o conhecimento a respeito do trabalho escravo, apresentar o ciclo do trabalho escravo e as entidades de combate e prevenção, para que os participantes também se tornem multiplicadores de informações e assim contribuam na luta contra o trabalho escravo.

Comentários fechados.