Formações e oficinas

A formação reuniu cerca de 50 professores da rede municipal e estadual, gestores dos órgãos locais de Ensino e lideranças sociais. Trabalho infantil e trabalho escravo contemporâneo foram os temas centrais, já que são problemáticas diretamente relacionadas à realidade local. Um dos fatores fundamentais do bom resultado da formação foi o número de parcerias. A ONG Plan Brasil, entidade que desenvolve projetos de combate ao trabalho infantil na região de Codó, a Comissão Pastoral da Terra em Balsas (MA), o Ministério Público do Trabalho em São Luís (MA) e o Instituto Maná enriqueceram as atividades com depoimentos, rodas de conversa, materiais de apoio e apresentações culturais.

Nos meses seguintes, os professores desenvolveram diversos projetos escolares. Os alunos produziram paródias, poemas, cartazes, desenhos, apresentações teatrais e maquetes sobre o tema. Muitas escolas realizaram culminâncias que envolveram pais e demais pessoas da comunidade, fazendo com que a discussão sobre o trabalho escravo ganhasse repercussão municipal.

A equipe do programa retornou ao município para encontros pedagógico com os professores em abril e outubro de 2014.

Comentários fechados.