Caderno temático “Migração: O Brasil em movimento”, produzido pelo programa Escravo, nem pensar!, apresenta os atuais fluxos migratórios no Brasil e sua relação com a ocorrência de violações como trabalho escravo, tráfico de pessoas e contrabando de migrantes

Refugiados sírios arriscam suas vidas na tentativa de cruzar a fronteira entre a Grécia e a Macedônia. Mar. 2016. Idomeni, Grécia. (Manu Gómez, Foto Movimiento)

Por que as pessoas migram? Quem não é migrante? Quais os direitos do migrante no Brasil? O caderno temático Migração: O Brasil em movimento, produzido pelo Escravo, nem pensar!, da ONG Repórter Brasil, busca responder a essas questões por meio da reflexão acerca da ideia da migração como um direito humano.

O material aborda a relação entre os temas da “migração” e do “trabalho”, sendo este último uma dimensão central nas estratégias de vida e sobrevivência dos migrantes. Desse debate, destaca-se o trabalho escravo, uma grave violação de direitos humanos, frequentemente associada a movimentos migratórios.

Acesse a versão digital do material aqui.

Migração no Brasil hoje

Bolivianos trabalhando e morando em oficina irregular e clandestina. Ago. 2010. Carapicuíba, SP (MPT-SP)

O Brasil sempre recebeu migrantes internacionais. Entretanto, nos últimos anos, tem se destacado grupos em situação de vulnerabilidade socioeconômica, como latino-americanos e africanos, compelidos a se deslocar por conta de guerras, desastres naturais e aumento da desigualdade socioeconômica. Em relação à migração interna, novos fluxos têm surgido por causa da reconfiguração econômica do país. O caderno discorre sobre essas tendências a partir da descrição dessas dinâmicas atuais e depoimentos reais de migrantes.

No material, consta um diretório de entidades do poder público e da sociedade civil, que realizam atendimento ao migrante.

A publicação é uma edição atualizada e ampliada da versão lançada em 2012.

Veja mais sobre o tema – Migração como direito humano: Rompendo o vínculo com o trabalho escravo

Confira também o vídeo de facilitação gráfica sobre migração produzido pelo Escravo, nem pensar:

Tags:

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)