Objetivo é impulsionar as campanhas educativas de prevenção e combate ao trabalho escravo contemporâneo na região. Participantes receberam material didático sobre o tema e elaboraram planos de ação

No dia 19 de março, representantes da Secretaria Municipal de Educação de Marabá, Itupiranga, Eldorado dos Carajás e Nova Ipixuna participaram da oficina pedagógica Escravo, nem pensar!. O objetivo central da atividade foi abordar o trabalho escravo contemporâneo no Brasil, detalhando suas características e formas de ocorrência, e apresentar estratégias educativas para se abordar a temática nas escolas do sul do Pará, região que concentra um grande número de casos dessa prática criminosa.

turma_oficina_mab_19.03.15
Os educadores participaram de dinâmicas, assistiram vídeos e se apropriaram das publicações didáticas do programa, que incluem livros, fascículos temáticos, vídeos e um jogo digital. “Todos os aspectos apresentados foram relevantes: a temática, a abordagem do formador, os materiais didáticos e a participação dos cursistas. A formação foi excelente!”, avalia o professor Wellington de Lima Sousa, da Secretaria Municipal de Marabá (PA).

Com base nas discussões e nos subsídios didáticos apresentados, os representantes das Secretarias elaboraram planos de ação para multiplicar o conteúdo nas escolas. Os resultados das campanhas educativas previstas serão apresentados em maio, num encontro que reunirá representantes de outros nove municípios da região.

A oficina faz parte da formação continuada iniciada em agosto de 2014 e que conta com apoio do Grupo de Articulação Interinstitucional de Enfrentamento ao Trabalho Escravo no Sul e Sudeste do Pará (Gaete) e da TAM Linhas Aéreas.

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)