Encontro dá sequência à formação de professores e lideranças realizada em 2013

No dia 24 de março, o programa Escravo, nem pensar! promoveu o primeiro encontro de acompanhamento pedagógico em Cáceres (MT), que reuniu professores e gestores públicos da educação. A atividade faz parte da formação continuada de professores e lideranças, realizada pelo Escravo, nem pensar! em agosto de 2013, e tem como objetivo assessorar a abordagem sobre o tema do trabalho escravo nas escolas e apresentar novas atividades e materiais didáticos aos profissionais da rede pública municipal e estadual de ensino.

Ao longo das oito horas de atividades, o público participou de debates e compartilhou desafios e resultados da abordagem do trabalho escravo em sala de aula. Segundo a avaliação de um dos participantes, “as trocas de experiências e as atividades já realizadas por algumas escolas foram de grande valia e servirão como ideias para as que irão realizar projetos”.

eesaoluiz_projeto_caceres

Projeto realizado na Escola São Luiz contou com produção de maquetes e de histórias em quadrinhos

A Escola Estadual São Luiz foi uma das que desenvolveu projeto sobre o tema. Foi abordada a relação entre trabalho escravo, expansão do agronegócio e devastação dos biomas. Os estudantes produziram maquetes e histórias em quadrinhos. Em atividade com a equipe do programa, eles mostraram interesse e domínio dos conteúdos.

Para a realização dessa atividade, o programa Escravo, nem pensar! contou com o apoio do Ministério Público do Trabalho e da TAM linhas aéreas, além da parceria com Secretaria Municipal de Educação, Centro de Formação de Professores (Cefapro) e da Assessoria Pedagógica do Estado.

Tags:

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)