Elbna Ferreira participou de uma formação em 2006, em Santa Luzia (MA), e se tornou parceira do programa

Depois de integrar uma formação do “Escravo, nem pensar!” com educadores e lideranças em Santa Luzia (MA), a professora Elbna Ferreira se tornou agente do Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos em Açailândia “Carmen Bascarán” (CDVDH), que atua há mais de 20 anos no Maranhão acompanhando casos de trabalhadores rurais libertados.

Elbna também ajudou a desenvolver em Santa Luzia dois projetos comunitários – apoiados pela Repórter Brasil – para discutir a escravidão contemporânea e formas de prevenção. Hoje ela é agente especial do “Escravo, nem pensar!” e colabora com nossas ações no Estado.

Neste vídeo, Elbna conversa com uma integrante de nossa equipe e conta essa história:

Tags:

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)